COMO AVALIAR O SONO? EVIDÊNCIA EXISTENTE